Pular para o conteúdo

Por que ser multidisciplinar não é uma fraqueza (ou como fazer mil coisas te faz criar novas ideias)

novembro 21, 2016

7

 

Sempre é muito difícil responder quando me perguntam qual é a minha profissão. No começo, eu só dizia “publicitária”. Mas com o passar do tempo comecei a trabalhar com design, ilustração, cerâmica e a ter minha própria marca. Daí, eu não soube mais o que responder.

Aprender sempre foi um vício. Adoro começar do zero, descobrir como fazer as coisas, ficar obcecada por um assunto, conhecer as pessoas do meio, me inserir nesse novo mundo etc. Quando aprendo tudo que tinha que aprender, não tenho mais desafios e me entedio. Fico com vontade de descobrir algo novo e o ciclo se repete.

Esse processo de recomeçar sempre foi muito excitante pra mim, mas ao mesmo tempo me deixava muito aflita porque sentia que eu não conseguia me dedicar 100% a uma coisa só. E, por esse motivo, não me tornava especialista em nada.

Sentia culpa por investir tanto tempo e dinheiro em uma atividade e de repente começar tudo de novo. Eu me sentia ansiosa  e pensava: “quando vou encontrar o que eu realmente gosto e só fazer isso?”

E a real é que quem você não precisa escolher apenas uma carreira pra seguir, certo?

Eu me sentia muito sozinha nessa busca e tinha muitas dúvidas sobre o assunto. Até que um dia alguém compartilhou no Facebook um vídeo do TED de Emelie Wapnick, em que ela falava justamente sobre pessoas como eu: os multidisciplinares ou multipotenciais.

E quem são essas pessoas? São aquelas que são um monte de coisa junto. Cientista, artista, cozinheiro, escritor, ilustrador etc.

No vídeo, ela fala muito como desde criança as pessoas já perguntavam: o que você quer ser quando crescer? E já nessa pergunta, a sociedade já te impõe um fator de decisão de uma carreira que tem que ser pro resto da vida. Mas ela diz que não deveríamos nos penalizar se não conseguirmos escolher apenas uma profissão pra exercer. Tá tudo bem se você quer ser um monte de coisa ao mesmo tempo.

Ela ainda conta todas as vantagens de ser multi, como:

Sínteses de ideias_ Ter novas ideias com sua expertise e combinar o seu conhecimento em diversas áreas para criar algo novo.

Aprendizado Rápido_ Por causa do gosto de aprender, é mais rápido assimilar novas informações. Além disso, o indivíduo multi já está acostumado em ser um novato, então, todo o processo fica mais fácil. Mais do que isso, você também pode ter aprendido algo em outra atividade que vai poder usar no novo desafio. 

Adaptabilidade_ A pessoa consegue se adaptar a vários tipos de clientes e demandas. Além de usar a síntese de ideias aqui também.

Enfim, quer saber mais sobre esse assunto? Assista ao vídeo da Emelie aqui 🙂

 

Anúncios
One Comment leave one →
  1. giz de sonhos permalink
    novembro 21, 2016 2:56 pm

    Muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: